Charts

Escolher o gráfico correto para os seus dados

Os dados são a base de negócios eficientes. Sem os dados, não é possível obter os conhecimentos necessários para a realização das tarefas exigidas. Além disso, a capacidade de ler e analisar os seus dados rapidamente proporciona-lhe a informação necessária para compreender como um conjunto ou grupo de factos em particular contribui para o seu sucesso geral e para orientar as suas decisões proativamente. É por esta razão que a visualização de dados é fundamental. A criação de um gráfico ou diagrama ajudá-lo-á, e também à sua equipa, a interpretar as perguntas relacionadas com os dados.

Este recurso transferível ajuda-o a escolher o melhor gráfico para os dados que visualiza através dos melhores casos de utilização. Marque esta página ou imprima uma cópia para si.

 

Gráfico de área: Um gráfico de área apresenta dados quantitativos graficamente. Baseia-se no gráfico de linhas (ver definição a seguir). A área entre o eixo e a linha é geralmente destacada com cores, texturas e sombreados. Geralmente, um utilizador compara dois ou mais valores num gráfico de área. Quando diversos valores diferentes devem ser incluídos num gráfico, um gráfico de linhas é, geralmente, de leitura mais simples. Para uma boa utilização deste tipo de gráfico, pode comparar a forma como evoluem ao longo do tempo dois a cinco valores diferentes, tais como um gráfico de Vendas vs Custos ao longo dos anos.

areachart-example

Gráfico de barras: Um gráfico de barras apresenta dados agrupados em barras retangulares com comprimentos proporcionais aos valores que representam. As barras são desenhadas horizontalmente. Uma boa utilização para este tipo de gráfico é quando tem dados comparativos em 10 ou mais categorias ou com etiquetas de categoria mais longas, tais como o gráfico Vendas por comercial que tem muitos comerciais e apresenta o nome completo do comercial.

 barchart-example

Gráfico de bolhas: Os gráficos de bolhas são muito semelhantes aos gráficos de dispersão com um atributo adicional. Com um gráfico de dispersão, dois dos atributos indicam as localizações X e Y da bolha. Os gráficos de bolhas adicionam um terceiro atributo com impacto no tamanho da bolha. Um exemplo poderia ser Custos vs Lucros sendo o tamanho da bolha afetado pela percentagem de vendas global.

 bubblechart-example

Gráfico de colunas: Um gráfico de colunas é uma representação gráfica de dados. Os gráficos de colunas apresentam barras verticais no gráfico horizontal, sendo o eixo dos valores apresentado no lado esquerdo do gráfico. Uma boa utilização para este tipo de gráfico inclui o momento em que tem dados comparativos em 10 ou menos categorias ou com etiquetas de categoria mais curtas, tais como o gráfico Vendas por categoria de produto que não tem diversas categorias e com nomes relativamente curtos.

 columnchart-example

Gráfico combinado: Um gráfico combinado permite-lhe combinar diversos tipos de gráficos, incluindo o gráfico de barras, o gráfico de colunas, o gráfico de linhas e o gráfico de área. Se necessário, permite a comparação de valores de diversos tipos, tais como Valores vs percentagens. Uma boa utilização deste tipo de gráfico é quando precisa de comparar diferentes tipos de valores, em modelos visuais ligeiramente diferentes, tais como gráficos de Vendas, custos e % de lucros ao longo do tempo.

 combochart-example

Gráfico de linhas: Um gráfico de linhas é um tipo de gráfico básico e comum que apresenta a informação como uma série de pontos de dados, chamados “marcadores” ligados por segmentos retos de linhas. Um gráfico de linhas é geralmente utlizado para visualizar uma tendência dos dados em intervalos de tempo. A linha é, por isso, desenhada cronologicamente. Uma boa utilização deste tipo de gráfico inclui o momento em que necessita de comparar quantos valores mudam, tais como Quantidades em stock por categoria de produto ao longo do tempo.

 line-chart-example

Gráfico de dispersão: Também conhecido como diagrama de dispersão, o gráfico de dispersão é um tipo de gráfico ou diagrama matemático que utiliza coordenadas cartesianas para apresentar valores de duas variáveis para um conjunto de dados. Se os pontos forem codificados por cores, pode aumentar o número de variáveis apresentadas para três. Os dados são apresentados como um conjunto de pontos, cada um com o valor de uma variável, determinando a posição no eixo horizontal e o valor de outra variável, determinando a posição no eixo vertical. Uma boa utilização deste tipo de gráfico inclui o momento em que pretende uma representação da frequência de ocorrências ou totais em duas dimensões, tais como Vendas por estado e categoria de produto.

scatter-chart-example

Gráfico circular: Um gráfico circular é um gráfico estatístico circular, dividido em “fatias” para ilustrar uma proporção numérica. Num gráfico circular, o comprimento do arco de cada “fatia” e, por consequência, o seu ângulo central e área, são proporcionais à quantidade representada. Um gráfico circular apenas pode apresentar uma série de dados. O Excel utiliza o identificador de série como título do gráfico (por ex. “Flores”) e apresenta os valores para essa série como “fatias” proporcionais de uma “tarte”. Uma boa utilização deste tipo de gráfico inclui o momento em que pretende a distribuição de um valor numa dimensão, tal como Vendas por comercial.

 pie-chart-example

Gráfico de colunas de largura variável: Também conhecido como Marimekko ou gráfico Mekko, um gráfico de colunas de largura variável é um gráfico de colunas cujas larguras são escaladas de modo a que a largura total coincida com a largura do gráfico desejada, sem intervalos entre as colunas. Uma boa utilização deste tipo de gráfico inclui o momento em que tenta comparar de que forma um valor é dividido numa dimensão como percentagem.

mekko-chart-example

Gráfico de área 3D: Os gráficos de área 3D apresentam a tendência de valores ao longo do tempo ou outros dados de categoria e utilizam três eixos (horizontal, vertical e profundidade) que pode alterar. Uma boa utilização deste tipo de gráfico inclui o momento em que pretende comparar de que forma um valor é dividido numa categoria e a sua tendência cronológica, tais como Vendas por região ao longo do tempo.

3d-area-chart-example

Gráfico de área empilhado: Os gráficos de área empilhados apresentam a tendência da contribuição de cada valor ao longo do tempo ou outros dados de categoria. Recomenda-se que defina o seu gráfico de área empilhado como tal, de modo a que os seus utilizadores compreendam os dados apresentados. Um gráfico de área empilhado 3D é apresentado da mesma forma mas utiliza uma perspetiva 3D e não utiliza um terceiro eixo. Uma boa utilização deste tipo de gráfico inclui o momento em que pretende apresentar de que forma as diferentes partes de um valor se adicionam ao valor total ao longo do tempo. 

 stacked-area-chart-example

Gráfico de colunas empilhadas: Os gráficos de colunas empilhadas apresentam a relação parte/todo entre categorias, comparativamente entre si, de forma parecida ao gráfico de área empilhado. Este tipo de gráfico exige, pelo menos, duas categorias dimensionais; uma para as suas colunas empilhadas e outra para a categoria de comparação. Uma boa utilização deste tipo de gráfico inclui o momento em que pretende apresentar de que forma as diferentes partes de um valor se adicionam ao valor total numa categoria específica.

stacked-column-chart-example